Licença creative commons

Licença Creative Commons
Projeto Traduções - Perry Rhodan de Delgado é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Loading...

quarta-feira, 9 de março de 2011

Os ciclos de Perry Rhodan



Não raramente leitores que estão iniciando seu contato com a série Perry Rhodan estranham ou mesmo ficam confusos em relação à estrutura e modo narrativo.
Quando se deparam com o enorme nº de episódios já lançados, alguns até perdem a coragem de começar a ler. Mesmo a quantidade de volumes lançados no Brasil é apreciável, e alguns sentem-se desestimulados a começarem a lê-los, por achar ou querer ler toda a série, e perceberem que ela na realidade não tem um fim ou desfecho. Na minha opinião, esses leitores deveriam ver cada história de modo particular, pois cada uma tem a ação e trama bem definidas, geralmente com início, meio e fim.
No entanto, se o leitor pegar gosto, existe uma continuidade, em que cada história faz parte de um todo, que resolveu-se chamar de "ciclo".

Na verdade, originalmente a série não foi concebida assim. Jamais se pensou em fazer etapas de histórias, até porquê quando a idéia da série foi concebida, era para ser 30 ou 50 episódios e encerrar-se por ali. No entanto, ninguém previu o estrondoso e até fenomenal sucesso que as histórias do major Perry Rhodan e seus companheiros teria na Alemanha e em grau menor também em outros países. Portanto as histórias foram continuando a ser escritas e publicadas.
Mas não havia na época, uma denominação de 1º ciclo - A Tercerira Potência; 2º ciclo - Atlan e Árcon, e assim por diante.

O primeiro ciclo concebido como tal, foi o quinto, "Os Senhores da Galáxia" (Die Meister der Insel), de 1965, que não por acaso, foi o primeiro a ter cem episódios.
Cada ciclo representa um arco de histórias relacionado a determinado tema, que supostamente se fecha com o episódio final do ciclo. "Muitos ciclos também descrevem várias linhas de enredo e níveis de ação que correm paralelas até que convergem no final".
Muitas vezes, perguntas importantes não são respondidas dentro do ciclo, e isso levanta questões para o ciclo seguinte, ou mesmo outro futuro.

Muito depois da elaboração da organização em ciclos, surgiu a ideia dos "Grandes Ciclos", que englobariam certo número variável de ciclos dentro de cada um. Essa foi uma atitude muito controversa entre os fãs da série, eminentemente aos mais puristas e tradicionalistas, já que essa ideia não corresponde ao conceito original dos autores, na década de 1960, que nunca tiveram a intenção de organizar um ciclo, e muito menos um "grande ciclo".
No entanto, como a história cresceu além das expectativas de seus criadores e de qualquer um de seus autores - e também da editora - minha opinião é de que a solução posta em prática foi a melhor, devido às circunstâncias. E com o passar do tempo, a mudança de autores e de coordenadores da série, levou esta a abordar temas que ficaram cada vez mais distantes e diferentes daqueles dos primeiros volumes.

Os primeiros 199 volumes não foram concebidos de modo a serem ciclos. K. H. Scheer tinha um conceito chamado "Época". As primeiras quatro épocas da série Perry Rhodan constituiam-se em 50 histórias cada (49, a primeira), e encerram-se no nº 199. A quinta época inicia-se no nº 200 e vai até o nº 249. Assim, Scheer intitulou o episódio nº 250, como "A Sexta Época" (Die sechste Epoche). Com o nº 200, Scheer disse: "Eu queria sair da Via-Láctea. Perry Rhodan seria o herdeiro do universo."
Depois de muitas analogias e referências à guerra fria nos primeiros 199 episódios, a ação passa a outras galáxias, mas sem deixar as metáforas.
Os ciclos 5, 6 e 7 tem em comum as ameaças vindas de outras galáxias e também do passado.

E assim os temas foram se modificando, chegando ao ciclo do Concílio e depois na Afília, que narram o esfacelamento do Império Solar e o início dos contatos com as superinteligências.
Mas tudo isso foi dentro do esquema normal dos ciclos. O primeiro "grande ciclo" a ser concebido foi "O Grande Enigma Cósmico", e engloba do 23º ao 26º ciclos, sendo que cada um desses ciclos tem 50 episódios.

Até recentemente os Grande Ciclos continuavam, até o nº 2499. A partir do nº 2500, ciclo "Stardust", não foi definido até o momento um grande ciclo, fazendo-se presumir que tenham sido encerrados, embora nada oficial tenha sido anunciado.

Abaixo, os ciclos e grandes ciclos da série.

Grande Ciclo "Via-Láctea" (Milchstraße)

1º - A Terceira Potência (Die Dritte Macht) - 1 ao 49

2º - Atlan e Árcon (Atlan und Arkon) - 50 ao 99

3º - Os Posbis (Die Posbis) - 100 ao 149

4º - O Segundo Império (Das Zweite Imperium) - 150 ao 199


Grande Ciclo "Galáxias Estranhas" (Fremde Galaxien)

5º - Os Senhores da Galáxia (Die Meister der Insel) - 200 ao 299

6º - M 87 (M 87) - 300 ao 399


Grande Ciclo "Desintegração do Império" (Zerfall des Imperiums)

7º - Os Cappins (Die Cappins) - 400 ao 499

8º - O Enxame (Der Schwarm) - 500 ao 569

9º - Os Antigos Mutantes (Die Altmutanten) - 570 ao 599

10º - O Xadrez Cósmico (Das Kosmische Schachspiel) - 600 ao 649
Obs: Originalmente o 10º ciclo chamava-se AQUILO (ES).

11º - O Concílio (Das Konzil) - 650 ao 699



Grande Ciclo "Superinteligências" (Superintelligenzen)

12º - Afilia (Aphilia) - 700 ao 799

13º - Bardioc (Bardioc) - 800 ao 867

14º - PAN-THAU-RA (PAN-THAU-RA) - 868 ao 899

15º - Os Castelos Cósmicos (Die Kosmischen Burgen) - 900 ao 999


Grande Ciclo "Código Moral" (Moralischer Kode)

16º - A Liga Hanseática Cósmica (Die Kosmische Hanse) - 1000 ao 1099

17º - A Armada Infinita (Die Endlose Armada) - 1100 ao 1199

18º - Cronofósseis - Vironautas (Chronofossilien - Vironauten) - 1200 ao 1299

19º - Os Viajantes da Rede (Die Gänger des Netzes) - 1300 ao 1349

20º - Tarkan (Tarkan) - 1350 ao 1399


Grande Ciclo "Ativadores Celulares" (Zellaktivatoren)

21º - Os Cântaros (Die Cantaros) - 1400 ao 1499

22º - Os Linguides (Die Linguiden) - 1500 ao 1599


Grande Ciclo "O Grande Enigma Cósmico" (Das große
Kosmische Rätsel)

23º - Os Ennox (Die Ennox) - 1600 ao 1649

24º - O Grande Vazio (Die Große Leere) - 1650 ao 1699

25º - Os Ayindi (Die Ayindi) - 1700 ao 1749

26º - Os Hamamesch (Die Hamamesch) - 1750 ao 1799


Grande Ciclo "Thoregon" (Thoregon)

27º - Os Tolkanders (Die Tolkander) - 1800 ao 1875

28º - Os Baluartes Heliotianos (Die Heliotischen Bollwerke) - 1876 ao 1899

29º - O Sexto Enviado (Der Sechste Bote) - 1900 ao 1949

30º - MATÉRIA (MATERIA) - 1950 ao 1999

31º - A Residência Solar (Die Solare Residenz) - 2000 ao 2099

32º - O Reino Tradom (Das Reich Tradom) - 2100 ao 2199


Grande Ciclo "Condutores da Paz" (Friedensfahrer)

33º - O Oceano Estelar (Der Sternenozean) - 2200 ao 2299

34º - TERRANOVA (TERRANOVA) - 2300 ao 2399

35º - Negasfera (Negasphäre) - 2400 ao 2499. (Término do grande ciclo Os Condutores da Paz...? Note-se que esse grande ciclo não é "oficializado" na página da série, ficando-se uma dúvida também aí, deixando este ponto bastante vago).


36º - Stardust (Stardust) - 2500 ao 2599


Para quem entrar e verificar os links abaixo, notará que existem pequenas discrepâncias no conteúdo da Perrypedia em relação ao sitio da série. Preferi manter os nomes como constam na página oficial da série, e mencionar a perrypedia por ser uma importante fonte de informações - mas não oficial - visto que se trata de uma obra de fãs.


Ressaltando para aqueles que ainda não tem grande conhecimento do Perryverso, que esses são os ciclos da série principal publicados "na Alemanha" (o 36º ainda não concluído. Ciclo atual, em publicação).
No Brasil a série foi publicada do nº 1 até o nº 536 ; 1º ao 8º ciclo(este incompleto), pela Ediouro;
Do 650 ao 847; 11º ao 13º ciclo(incompleto), pela SSPG;
E atualmente está sendo lançada pelo Projeto Traduções, tendo sido iniciada no nº 537, e o mais recente lançamento foi o nº 549, sendo que o episódio 550 está em fase de tradução e em breve será lançado.



http://www.perrypedia.proc.org/wiki/Zyklen_und_Gro%C3%9Fzyklen

http://perry-rhodan.net/information/nathan/geschichte/index.html

2 comentários:

  1. acabei de comprar o meu primeiro perry rhodan..ao acaso.na estante virtual.. já estou ensaiando um bom tempo mas não sabia por onde começar..agora vou acompanhar o blog para aprender.. legal sua disposição..adoro ficção cientifica ..grata =)

    ResponderExcluir
  2. Olá. Que bom que vc postou aqui. Então vc comprou um livro impresso na estante virtual. Os livros de Perry Rhodan podem ser achados facilmente nos sebos.
    Se vc gostar de livros digitais, pode baixar na internet, gratuitamente, todos os que foram lançados pela Ediouro, os nºs 1 ao 536, no 4shared.
    A SSPG lanço do 650 ao 847, em volumes duplos, que podem ser adquiridos no site da editora.

    E o Projeto Traduções está lançando o hiato entre o 537 e o 649, além da série Atlan, Romances Planetários, e a nova série Perry Rhodan NEO.

    Obrigado pela postagem, e continue visitando o blog, criticando, opinando, sugerindo, ou manifestando eventuais dúvidas.

    ResponderExcluir