Licença creative commons

Licença Creative Commons
Projeto Traduções - Perry Rhodan de Delgado é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Loading...

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Ciência e ficção científica


Muitos autores de ficção científica gostam de embasar suas histórias com fatos ou teorias científicas, narrando situações que poderiam realmente acontecer caso a tecnonolgia permitisse e a ciência estivesse em um patamar mais avançado. Mas o que pode ser incluído no campo do ao menos teóricamente possível e o que deve ser incluído na área da fantasia?
Para aqueles, como eu, que já leram todo tipo de livro de ficção científica, de inumeráveis autores, sabe que cada um tem seu estilo e alguns preferem avançar além da ciência e entrar nos domínios do fantástico ou até místico.
Isso também se refere aos filmes de ficção científica. Star Wars por exemplo, apesar de ter vários conceitos que se embasam na ciência tem um forte apelo místico.
A invisibilidade é um tema recorrente em obras de FC há muito tempo; H.G. Wells já tratava do assunto em seu "O Homem Invisível".
É interessante ler esse artigo de David R. Smith, da universidade de Duke, nos E.U. sobre o assunto.

Manto da invisibilidade
Veja como a coisa funciona. Nós começamos transformando o espaço de uma forma desejada. Para atingir a invisibilidade, por exemplo, nós podemos querer empurrar o espaço para fora criando um belo esconderijo, como na animação acima. Agora, nós não podemos realmente transformar o espaço, mas nas equações de Maxwell as propriedades do material entram de tal forma que nós podemos alcançar o mesmo efeito transformando as propriedades do material. Nós então substituímos o espaço do lado de fora do volume do nosso esconderijo por um material - um disfarce - no qual os raios de luz viajam seguindo exatamente a mesma rota que eles fariam se estivessem viajando em um espaço curvo. Quando a poeira assentar, nós chegamos a um conjunto de propriedades do material. Os parâmetros do material para nosso manto da invisibilidade serão complicados, certamente, mas serão totalmente consistentes com as leis da física que conhecemos.
Em nosso recente artigo na Science, nós apresentamos uma abordagem matemática que nos fornece os parâmetros esperados do material necessário para fazer nosso disfarce. E funciona? Nós podemos testar a idéia por meio de uma variedade de diferentes métodos. Um método, utilizado pelos projetistas de lentes, é chamado ray-tracing, ou renderização de raios de luz. Começando com um punhado de raios que representam a luz, o caminho de cada raio pode ser traçado à medida em que ele passa através de um objeto feito de qualquer material. O ray- tracing oferece um bom teste para vermos se a transformação matemática previu ou não o conjunto correto de parâmetros do material.
A figura acima mostra o resultado de um ray-tracing feito para um conjunto de raios passando através de uma camuflagem esférica. Assumimos que os objetos a serem escondidos ficarão no interior da esfera, enquanto o disfarce ocupa a região entre o espaço interior e o exterior da esfera. Se alguém não soubesse nada sobre o método que foi utilizado para projetar o material, a conclusão baseada apenas no ray-tracing seria a de que um disfarce teria sido de fato descoberto.

Para ler a matéria completa:

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

A origem dos Senhores da Galáxia


O 5º ciclo da série Perry Rhodan, "Os Senhores da Galáxia" (Die Meister der Insel, nºs 200-299) é considerado pelos fãs como o melhor de toda a série, tanto na Alemanha, onde já está no 36º ciclo, como aqui no Brasil, onde foram publicados do 1º ao 7º e o 11º e 12º ciclos completos e o 8º e 13º parcialmente. Assim é natural que os leitores tenham curiosidade em saber de certas situações que não ficaram bem esclarecidas ou explicadas com o término do ciclo dos mestres da ilha. Principalmente no Brasil onde não foram publicadas outras séries paralelas e minisséries, ou mesmo ciclos mais adiantados onde o tema foi abordado. Este Romance Planetário nº 288 de autoria de Peter Terrid, ilustração de capa de Alfred Kelsner aborda o assunto. A história se passa em Andrômeda no ano 24.000 a.C.

Título: O Forjador da Imortalidade

Subtítulo: No planeta da eternidade - surgem os Senhores da Galáxia


Após o êxodo dos lemurenses para Andrômeda. Alguns jovens lemurenses viajam para um planeta remoto nas fraldas da galáxia. Entre eles Gebdan Avalari, Gorn Flaquor, Selaron Merota e sua amante, Agaia Thetin. No planeta apenas habitantes primitivos, aparentemente descendentes de refugiados lemurenses. Uma tempestade de areia separa o grupo e Gorn Flaquor desaparece. Já nessa situação evidencia-se o sangue frio de Agaia. Gorn é encontrado com ferimentos graves perto de uma pirâmide com 200 metros de altura e com uma rede de estranhos e brilhantes fios que não poderia ter sido construida pelos nativos. De repente Gorn é envolvido por um campo brilhante e seus ferimentos são curados. Os nativos os reverenciam e Agaia imediatamente exige a submissão de todos eles.

Mais tarde Selaron e Agaia acham ter encontrado nesse mundo,o segredo da imortalidade. Agaia quer usa-lo em seu proveito e Selaron concorda. Agaia retorna para Lemuria e Selaron fica no planeta para conquistar a confiança dos nativos. Conversando com um velho sacerdote à beira da morte, este lhe diz que o "sopro da criação" era limitado pelo equilíbrio do poder. Aparentemente esse homem tinha mais de 200 anos e quando morre se decompõe rapidamente. Selaron é aclamado como o novo sacerdote da tribo. Agaia retorna com robôs de combate e amplo material de pesquisa.

Selaron descobre que o material e a forma do templo são cruciais e um multiquartzo de vibração multidimensional foi instalado nele. Então ele constroi uma cópia do templo em escala 1:10 em quartzo puro. Este templo é de muitas maneiras mais eficaz que o original e cura até ferimentos graves. Selaron trabalha na substituição das células individuais de crescimento e finalmente consegue copiar um pássaro, mas ainda não é possível a transferência da linguagem paramecânica do original para a cópia.

Em uma festa dos nativos Selaron conhece a garota Ermia e passa a noite com ela. Dessa relação nasce a menina Ermigoa. Mas Agaia está esperando uma filha de Selaron, qua ao nascer recebe o nome de Mirona.

Selaron desenvolve uma máquina de duplicação - o primeiro Multiduplicador.

Passam-se os anos e as duas meio-irmãs crescem e pelas suas frequentes discussões e brigas, vê-se que não se entendem.

Selaron continua as pesquisas e constroi um artefato que torna seu portador relativamente imortal. Agaia batiza esses dispositivos de ativadores de células. No entanto eles tem um inconveniente: para se ajustar ao portador é preciso fazer um modêlo atômico e isso também poderia ser utilizado para a produção de duplicatas no Multiduplicador.

Selaron viaja com Agaia para a Lemúria a fim de recrutar novos cientistas, e lá conhece um Tamrat chamado Proht Meyhet. Após vários contatos reúne-se um grupo de 13 renegados que conspiram contra o governo, e seu chefe é conhecido como Fator I.

No vôo de volta, encontram um transmissor solar e entram em contato com os engenheiros solares. Para sua surpresa, Selaron descobre que Agaia tem guardados vários moldes atômicos.

De volta ao planeta ermo, Selaron faz experimentos com os duplos criados por ele e também com Agaia, Mirona e Ermigoa. Como os duplos tinham uma programação hipnótica implantada, são completamente leais. Nos anos e décadas seguintes é desenvolvido um transmissor de tempo e o planeta ermo é batizado de Tamânia. Agaia planeja tomar o poder do império lemurense para renová-lo, pois ela não é outro senão o Fator I. Selaron é forçado por Agaia a trabalhar ainda mais para construir um grande transmissor solar hexagonal. Os engenheiros solares devem ser mandados ao passado para a Via Láctea para construir um transmissor idêntico que possibilite a fuga dos lemurenses. O projeto leva 270 anos para ser concluído, mas funciona. O planeta Lemúria é evacuado para cumprir sua nova função de regulador e controle do transmissor do tempo. Milênios mais tarde os terranos o conhecerão pelo nome de Vario.

Selaron completa seu último grande projeto: o ativador celular autosuficiente. Produz de 15 a 20 unidades do aparelho e entrega a maior parte para Agaia, mas reserva um para ele mesmo e outro para Ermigoa. Agora ele quer se aposentar definitivamente.

Em uma conversa surpreendente com um ex-sacerdote dos nativos Selaron conta sobre os ativadores e o sacerdote fica horrorizado. Ele revela a Selaron que todos esses dispositivos são alimentados com a vitalidade do povo de seu criador. Os ativadores e duplicadores portanto, são os responsáveis pelo desaparecimento dos lemurenses. Selaron fica chocado e quer fugir com Ermigoa.

No laboratório, ele se reúne com Agaia e Mirona. Mirona quer fazer uma experiência e duplicar seu ativador celular, pois não quer mais depender de seu pai. Selaron sabe que isso não é possível e que o ativador será destruido com isso, mas não fala nada, pois acredita que Mirona terá seu próprio julgamento e castigo destruindo seu ativador. O multiduplicador é ligado e como era esperado o ativador é destruído. Mas para horror de Selaron, Mirona não usou o seu ativador na experiência e sim o de sua mãe. Assim, Agaia é condenada a morte. Mirona ordena a morte de todos os duplos presentes e também a de Selaron. Mas Agaia mantém sua autoridade e permite que Selaron e Ermigoa fujam. Os dois deixam o planeta em uma nave. Mirona quer usar o transmissor do tempo para localizá-los mas não consegue encontra-los novamente.

É importante frisar, que essa não é uma versão definitiva e única para o surgimento dos senhores da galáxia. Na série existem outras versões que contradizem a desse romance planetário. Após o nº 1000 e principalmente a partir do 1500, no ciclo dos Linguides, aparece uma versão alternativa, que posteriormente abordarei aqui.

sábado, 26 de setembro de 2009

Capa retratando o Brasil


Uma curiosidade para nós brasileiros desse nº 666 da série Atlan - "Duelo dos Implacáveis" (Duell der Unerbittlichen), de Peter Griese, do ciclo "As Aventuras da SOL", subciclo "A Zona sem Nome" - é a ilustração de capa de Johnny Bruck, que retrata o prédio do Congresso Nacional, em Brasília.

Esse episódio foi publicado pela 1ª vez na Alemanha em 9 de julho de 1984 e a época em que se passa a história é o ano 3808 do calendário terrano.

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Lançamento da semana - 25/09/2009




O lançamento dessa semana é o nº 2510, "A Lenda Whistler", de Hubert Haensel, capa de Alfred Kelsner e ilustrações internas de Swen Papenbrock.


Os personagens principais do romance:
Belyona Anshin - A mulher ao lado de Whistler toma decisões importantes.


Rikoph Furtok - o empresário, volta para um lugar fatídico.


Sean Legrange - O filho de um traidor se torna o novo apoio do ex-primeiro administrador da Stardust.


Stuart Lexa - Ele está se tornando um piloto talentoso, como seu pai.


Timberland F. Whistler - Os empresários têm testemunhado como o seu corpo está mudando.

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Série Nebular

Uma série alemã de ficção científica, também publicada na França:
"Nebular", uma história fictícia sobre o futuro da humanidade. Leva-nos para o ano 2113. Os Estados Unidos na formação da União Solar, observa a humanidade no último grande desafio que ainda tem - a conquista do espaço.
Colônias na Lua e Marte têm sido parte da vida cotidiana e sobre os satélites dos planetas exteriores já existem estações de pesquisa científica. Naves circulam entre os planetas internos, mas ainda existem guerras, doenças e pobreza. Cerca de dez bilhões de pessoas habitam a Terra, mais 250 milhões vivem na Lua e em Marte. Garimpeiros a procura de matérias-primas provenientes do cinturão de asteróides e naves tripuladas já há muito atingiram o limite exterior do sistema solar.
O mais distante posto avançado da Terra está localizado na lua de Netuno, Tritão, um mundo gelado para exploração mineral e científica por parte de empresas privadas. O objetivo é explorar as regiões exteriores do sistema solar, com base nos recursos existentes e tirar partido disso a fim de investir nas grandes antenas do novo projeto SETI para as estrelas próximas. Cerca de dois mil homens e mulheres da União Solar aceitam este desafio. Os desertos de gelo na lua Europa de Júpiter, as tempestades de poeira de Marte, e os mares de hidrocarbonetos primordiais em Titã as pessoas já viram com seus próprios olhos. Mas nunca no entanto os cientistas da União Solar até agora encontraram vida extraterrestre.
Um dos principais objetivos deste tempo é, portanto, manter contato com civilizações irmãs no espaço. Inconscientemente, a maioria das pessoas tem esperança de que estas culturas alienígenas sejam semelhantes a nós e que possamos aprender com estas criaturas. Mas, até agora, qualquer tentativa de localização de sinal de origem inteligente na instalação de grande recepção em Tritão foi em vão. As civilizações alienígenas parecem não querer se comunicar. Isso não significa que elas não existem ...

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Lançamento da semana


Está sendo lançado neste dia 18/09/2009 na Alemanha o nº 2509 da série, "Ilha no Nevoeiro", de Horst Hoffmann, capa de Alfred Kelsner e ilustrações de Swen Papenbrock.

Subtítulo: As Crônicas de Stardust - em busca dos mistérios cósmicos.

Personagens principais:

Duncan mestre Legrange - Assistentes de confiança de Whistler.

Maximilian Lexa - O piloto entra na misteriosa ilha no meio do nevoeiro.

Rikoph Furtok - O mais novo membro dinastia Furthok, buscando a imortalidade.

Sigurd Echnatom - Um amigo do passado revela detalhes horríveis.

Timberland F. Whistler - Empresário governou por 30 anos no mundo do sistema de Stardust.

Vorremar Corma - Um siganês.

Polyport-ITHAFOR é uma misteriosa nova tecnologia de transporte que pode eventualmente representar um perigo. Outras pessoas também estão em perigo e Perry Rhodan atende o pedido de socorro dos que migraram a mais de cem anos para um lugar supostamente seguro.
A história dos terranos no aglomerado globular Far Away tem muitas reviravoltas surpreendentes e segredos. Uma deles é a Ilha no Nevoeiro ...

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Mesa redonda sobre quadrinhos de Perry Rhodan


Como parte da Feira do Livro de Frankfurt a equipe de Perry Rhodan participa no próximo dia 17 de outubro de 2009 de uma rodada de discussões sob o título "Fascinação Perry Rhodan".

O autor dos quadrinhos da série de Ficção científica, Kai Hirdt e o redator-chefe da série, Klaus N. Frick responderão as perguntas dos participantes.

Para serem comentados haverão 138 revistas em quadrinhos e seis séries distintas.

Na sequência os cartunistas das HQ Perry, Till Felix e Martens Rudi estarão em sessão de autógrafos.

Mais informações:

Romance Planetário com tema histórico


A série de Romances Planetários de Perry Rhodan foi um grande sucesso e abordou vários temas que eram geralmente paralelos à série principal, assuntos apenas citados nela e abordagens específicas sobre certos personagens. Um desses personagens foi Atlan e foi ali que se iniciaram sua "aventuras no tempo" que originaram uma edição posterior de Atlan.

O nº 242 dos Romances Planetários, "O Senhor das Cem Batalhas", publicado em 1983 narra a interessante história de como Atlan conviveu com Alexandre, o grande, tendo inclusive lhe dado um ativador celular. O período em que se passa a história é entre os anos 333 a 328 a.C. O autor é Hans Kneifel com ilustração de capa de Alfred Kelsner.


Em um dos intervalos de seu sono em sua cúpula sob o oceano atlântico, Atlan com sua companheira Charis, se envolve com Alexandre que havia herdado de seu pai, Filipe da Macedônia um imenso império. Apesar de sua juventude, ele tem as rédeas do seu reino com firmeza nas mãos e já podem ser vistos os primeiros sucessos contra seus inimigos.

A superinteligência AQUILO vê um grande potencial em Alexandre para acelerar a evolução da humanidade, desde que tenha tempo de vida suficiente para unificar firmemente seu império e instrui Atlan sobre isso, e lhe fornece um ativador celular temporário para dar a Alexandre; no entanto esse ativador tem um controle com que pode ser destruído a qualquer momento, pondo assim a vida do jovem macedônio nas mãos do arcônida.

AQUILO fornece a Atlan um grupo de andróides como sua tropa, que serão conhecidos como "Os Guerreiros de Bronze". Após um período de treinamento com essa tropa, Atlan tem de tornar-se o mais próximo possível de Alexandre para poder avaliar o caráter do jovem imperador. Eles viajam para Gordion, onde os macedonios preparam as tropas para a próxima campanha.

Os guerreiros de bronze destacam-se nas batalhas pelo seu equipamento, e em um encontro casual Alexandre troca algumas palavras com Atlan. O arcônida descobre que Alexandre pode ser seu descendente e da amazona Aieta Demeter que ele havia conhecido antes da guerra de Tróia. Alexandre convida Atlan e seus consultores, um grupo de notáveis, para ajudá-lo a resolver o lendário problema do "nó górdio".

Atlan segue Alexandre e suas tropas de uma certa distância até a costa do mediterrâneo. Ele mantem o soberano sob vigilância através de seus sensores a fim de obter uma base para tomar uma decisão. Lhe agrada que o governante parece estar atento a seus territórios conquistados e que queira uma maior aproximação das culturas helênica e persa. Entretanto o rei persa Dario prepara seus exércitos para se opor ao conquistador. Os dois exércitos confrontam-se em Issus. Atlan posiciona seu acampamento não muito longe e na manhã da batalha está pronto a intervir com seus guerreiros de bronze, caso necessário. Alexandre já ganhou sua simpatia, embora de um ponto de vista objetivo ele saiba que ainda não pode estar seguro.

Alexandre vence em Issus e se movimenta para a costa oriental do mediterrâneo. Atlan e Charis com os guerreiros de bronze viajam para a faixa de Gaza e de lá para Náucratis, no Egito. Lá, ele é visitado por um mensageiro que lhe traz um convite para ir ter com o oráculo de Amon, no oásis de Siwa. Ele aceita o convite e tem uma surpreendente conversa com os anciãos sacerdotes do oráculo sobre Alexandre e o futuro do mundo. Ele deixa um amuleto, que esconde o ativador celular com o sacerdote que o entrega a Alexandre posteriormente.

Alexandre continua sua marcha triunfal; as cidades que se rendem a ele são bem tratadas, mas as que se opõem são atacadas impiedosamente. Quando chega a Portugal, o sátrapa entrega o governo sem resitência e Alexandre é aclamado como libertador. Atlan e seus companheiros vão para a festa de boas vindas, mas com instruções de AQUILO para observar atentamente o macedônio. Atlan propõe ao novo governante do alto e baixo Egito sua colaboração, mas não em guerras e matanças. Alexandre então o manda em missão para construir uma cidade no delta do Nilo - a primeira de uma série de cidades que ostentarão o nome de Alexandre.

Alexandre move-se em direção a Babilônia e Dario o confronta na altura de Gaugamel. O macedônio deixa seus oponentes esperar vários dias para planejar cuidadosamente junto com seus generais e Atlan, a estratégia para enfrentar os carros de combate e os elefantes dos persas. Atlan diz que vai haver um eclipse lunar, e para Alexandre e seus homens isso é um bom sinal e probabilidade de gerar confusão entre os persas. Finalmente vem a batalha e o planejamento dos macedônios leva-os à vitória contra todas as probabilidades.

Babilônia e Susa são as próximas metas e Atlan aconselha Alexandre para que não haja saques e abusos. Mas após tomar a capital do império persa, Alexandre cede a suas tropas a vingança pelos atos passados dos persas. Embora desaprove, Atlan pode entender a motivação do imperador. Alexandre não está ansioso para reprimir o povo e sua cultura; por outro lado, sua vida é cada vez mais extravagante, com sua amante e bebedeiras. Durante uma frenética festa a pedido da cortesã Thais o palacio de Persépolis se incendeia e o fogo se alastra pela cidade. Atlan adverte claramente o imperador das consequencias que erros adicionais como esse podem acarretar.


Essa história continua e tem seu desfecho no nº 245 dos Romances Planetários, "O Fim de Um Governante".

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Ciclo Mundo do Inferno


1º episódio desse novo ciclo de Atlan, "A Reputação Rhaen", de Ruediger Schaefer se passa em fevereiro de 3113 do calendário terrano.

O lorde-almirante está em missão diplomática e convida sua ex-amante Rhaen Tolsom para o seu mundo de origem. Na colônia terrana Redeye acontecem coisas estranhas, devido a uma terrível doença que assola a galáxia.

O quebra cabeças aumenta. Quem é o Poder Negro de Redeye? Quem está por trás do aparentemente inocente Movimento de Libertação Libra? E por último, mas não menos importante: qual o papel de um estranho robô que transporta os fragmentos de um cérebro humano em si mesmo?

Atlan - Ciclo "Creta"


Fechando o ciclo Creta a história "O Navio Negro" continua com as aventuras de Atlan na antiguidade, a serviço do faraó Amenenhat.

Piratas atacam a pacífica Knossos e sequestram várias mulheres e meninas, incluindo Asyrta-Maraye, mulher do arcônida. Atlan com cinco cretenses corajosos e uma tropa de robôs disfarçados partem para o resgate. A trilha leva ao norte, para o mundo das ilhas gregas. Lá um velho inimigo construiu o seu império ...

Edição francesa


Na França a série está no final do 11º ciclo, "O Concílio", no episódio 693 na numeração original alemã, "Nas Cavernas dos Ploohns". É o nº 253 da edição Fleuve Noir, com tradução de Claude Lamy.

domingo, 13 de setembro de 2009

Minissérie Lemúria




Para quem gosta do tema "ativadores celulares" fica com vontade de ler a série "Lemúria", com seis episódios, em particular o nº 4, "O Primeiro Imortal", que conta a fascinante história do lemurense Levian Paronn, que no ano 51.800 a.C. recebeu um ativador celular e planos de construção de ativadores de células. E que através da Arca Estelar faz viagens ao futuro e passado, influindo na história e no desenvolvimento de vários povos e inclusive encontrando-se com Icho Tolot e Perry Rhodan.

Publicado pela editora Heyne, esta minissérie tem seis episódios, e precedeu a minissérie "Odisseia", e antecedeu a "PAN THAU RA".

Registra-se o ano 1327 NCG. Desde a guerra contra o Reino Tradon se passaram cerca de 15 anos. Os terranos preparam-se para o impacto do aumento da Hiperinpedância.

Neste contexto, em uma missão secreta para contato diplomático com os aconenses, Perry Rhodan avança para a, em grande parte despovoada e desconhecida, nebulosa Ochent, na Via Láctea, onde encontra uma antiga nave de gerações lemurense, que está viajando a 50.000 anos, à velocidade da luz - então, pelos efeitos relativísticos, para quem se encontra a bordo desta Arca Estelar, passaram-se cerca de 500 anos, desde a sua partida.

Parece que a Arca Estelar é apenas uma de pelo menos 44, que foram lançadas antes mesmo da fundação dos Grandes Tamaniuns, quando se iniciou a guerra contra as bestas-feras. O iniciador deste programa de emigração era Levian Paronn, um portador de ativador celular, que tinha viajado ao passado.

Após a guerra contra os lemurenses, as bestas-feras criaram em algum lugar da Via Láctea, planetas arsenais, onde milhares de combatentes foram clonados, e muitas naves de guerra foram produzidas. Cinco dessas bases são ativadas, como resultado da descoberta das Arcas Estelares, mas podem ser destruídos. Quantas mais - inativas - bases dessas há na Via Láctea, não é conhecido.

Três bestas-feras clonadas sobrevivem à destruição do planeta-arsenal. Seus nomes são Ion Lissos, Lev Utan e Murrn Hoks. Eles não tem nada em comum com a natureza selvagem de seus antepassados, mas mais com os pacíficos halutenses. Eles ajudam a encontrar alguns mutantes sobreviventes de todas as arcas estelares, em planetas cujas coordenadas ninguém conhece, a não ser eles. Desde 1327 NCG, existem novamente lemurenses na Via Láctea.

Esta minissérie foi lançada na Alemanha, entre outubro de 2004 e março de 2005. Posteriormente foi lançada também na Itália (apenas os dois primeiros volumes, em maio de 2008 e março de 2009), Hungria (um volume, em novembro de 2006, até o momento), República Tcheca (todos os episódios, entre agosto de 2006 e fevereiro de 2007) e EUA (apenas os dois primeiros volumes, em julho de 2006 e setembro de 2008, sendo que o segundo volume foi traduzido, mas não publicado). E em áudiobooks, na Alemanha.

Os episódios são os seguintes:

Die Sternenarche (A Arca Estelar), de Frank Borsch.

Der Schläfer der Zeiten (O Sono dos Tempos), de Hans Kneifel.

Exodus der Generationen (Êxodo das Gerações), de Andreas Brandhorst.

Der erste Unsterbliche (O Primeiro Imortal), de Leo Lukas.

Die letzten Tage Lemurias (Os Últimos dias da Lemúria), de Thomas Ziegler.

Die längste Nacht (A Noite mais Longa), de Hubert Haensel.

http://perry-rhodan.net/buecher-lemuria.html

http://www.perrypedia.proc.org/wiki/Lemuria_(Serie)


quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Primeiro capítulo dos nºs 537 e 538



Foram lançados pelo Projeto Traduções os nºs 537, "A Bordo da MARCO POLO" (An Bord der MARCO POLO), de Hans Kneifel, e o 538, "Os Criadores de Pânico" (Die Panikmacher), de H. G. Francis.

Como forma de divulgação do lançamento das primeiras histórias inéditas em português pelo Projeto Traduções, resolveu-se disponibilizar o 1º capítulo do nº 537, A Bordo da Marco Polo e também do 538, Os Criadores de Pânico. Além da divulgação essa iniciativa também serve para os leitores avaliarem a qualidade da tradução/revisão e caso decidirem, aderirem ao projeto, seguindo as instruções já contidas no link.

http://www.projtrad.org/index.php?option=com_phocadownload&view=category&id=205:prc08-0537a0569&Itemid=236

Último lançamento


Foi lançado hoje na Alemanha, 10/09/2009, o nº 2508 de Perry Rhodan, com um título que remete à origem: "Missão Sistema Stardust". Subtítulo: As Crônicas de Stardust - Um novo Começo para a Humanidade. De Uwe Anton. Capa de Alfred Kelsner; Ilustração: Rainer Castor.

Personagens principais:

Timberland F. Whistler - O administrador do sistema Stardust deve reprimir a oposição política.

Duncan Legrange - O agente da TLD se oferece para ajudar.

Rabea Furtok - um político.

Lotho Keraete - O Mensageiro de Aquilo assume uma nova função.

nº 848 - Titan, O Último Bastião


Quando da última interrupção da série estavamos em um ponto interessante do ciclo Bardioc e também de toda a série, com o iminente retorno da Terra ao seu lugar de nascimento, o Sistema Solar, seu lar por bilhões de anos. Como existem vários resumos em português desse ciclo e episódio disponíveis na internet, resolvi também postar um resumo do 848 para os leitores do blog terem idéia do desenrolar subsequente da ação.
Titan, O Último Bastião.
Subtítulo: Espionagem no Sistema Solar - o último lare passa ao serviço da Humanidade.
Autor: Kurt Mahr; capa: Johnny Bruck.
Personagens principais: Julian Tifflor, Hotrenor-Taak, Gonz Coden, Kershyll Vanne, Detrolanc, Mimikar, Yargonz.
Data: maio de 3585.
Para os superpesados a Via Láctea nã é mais segura, uma vez que os Lares desapareceram da galáxia. Este deve ser o aviso de Detrolanc, comandante de uma frota de 83 unidades que foi emboscada em GAVÖK. Com um pequeno barco salva-vidas e acompanhado somente do cabo Yargonz, como única saída começa a longa jornada para Titan, a fortaleza de aço dos superpesados. O resto de sua frota é destruída. A Fortaleza de Aço Titan é considerada inexpugnãvel pelos superpesados. O último lare na galáxia, Hotrenor-Taak, se oferece para voar para a fortaleza de aço. Lá, ele vai cuidar de problemas de modo que uma força expedicionária de Gaia possa examinar o Sistema Solar sem ser perturbada. Com jato espacial ele voa para Titan e chega logo antes de Detrolanc lá.
Com o pouso de Hotrenor Taak em Titã, Mimikar, comandante da fortaleza de aço, imediatamente o prende. Detrolanc, um herói de Paricza, com um posto mais alto do que Mimikar, ordena a libertação de Hotrenor-Taak, mas ele é preso. No entanto Yargonz tem armas no barco espacial e vai juntar forças para a libertação de Detrolanc e, portanto, também por Hotrenor-Taak.
A pequena frota de naves de investigação de Gaia voa para o Sistema Solar. As naves de investigação são detetadas, mas Detrolanc espera um caso semelhante ao que já lhe custou 83 naves, e faz com que as naves de investigação não sejam molestados. Em breve será determinado por Kershyll Vanne que a anã companheira do sol encolheu para um máximo de dez quilômetros de diâmetro e vai transformar-se em um buraco negro. A muitos milhões de anos luz, no sistema de Medalhão, o brilhante cientista Payne Hamill faz uma descoberta semelhante: Medalhão também se transforma em um buraco negro. Kershyll Vanne recebe o recado do concepto de Homer G. Adams e fica confirmado que a Terra e a Lua usarão os dois buracos negros como um circuito transmissor.
O lare é entregue a um robô chamado Babboch e dois funcionários. Babboch tem de espionar Hotrenor-Taak, mas usando Messerschmitt, um robô estacionário convertido a bordo do jato espacial, Babboch pode ser manipulado. Hotrenor-Taak começa a juntar cargas miniaturizadas explosivas em toda a fortaleza de aço. O superpesado Zuffraq suspeita dele.
Yargonz quer investigar os rumores de que a consciência de Leticron ainda está viva, presa em um pedaço de metal TEP em um dos pilares no pátio das sete colunas. Para liberar Leticron, ele busca apoio de Mimikar, que ele resgatou de seu cativeiro. Isso cria confusão suficiente para Hotrenor-Taak, com seu jato, escapar para o espaço.
Detrolanc assume que é iminente um ataque contra sua base, e dá a ordem para abandonar a fortaleza de aço Titan . Pouco tempo depois, a frota dos superpesados prepara-se para partir...

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Perry Rhodan Extra


No ciclo Negasfera houveram volumes extras que narraram uma ação paralela dentro do contexto abordado pelo ciclo, preparando para o ciclo seguinte, o atual, STARDUST.

Este 8ºvolume extra, "Atentado a Stardust"; 804 milhões de pessoas querem construir um mundo novo - mas um ataque sangrento destruiu seu novo lar.

De autoria de Frank Borsch, com ilustração de capa de Dirk Schulz foi publicado em 24 de abril de 2009. O período das histórias é de 10 de maio de 1347 NCG a 18 de junho de 1347 NCG.

Contém 8 páginas extras sobre o Sistema Stardust, por Swen Papenbrock;

Um CD de áudio com a história "A Sombra de Ceres", de Susan Schwartz, narrado por Catherine Brenner.


Cerca de dois meses após ter sido encontrado um dos mundos do Sistema de Stardust, o povo tem esperanças de ter encontrado um refúgio seguro para a humanidade. É construída a nave Nova GOOD HOPE. Whistler tem passado o tempo, principalmente na caça de Howanetzen que hoje é considerado o homem mais rico da humanidade . Sharud Thurbund, fez amizade com o jovem Whistler Rokinger, um membro permanente da tripulação da NOVA GOOD HOPE..
Prepara-se a eleição do Administrador, em 18 de Junho de 1347 NCG . O Administrador interino é Sigurd Echnatom , o Administrador provisório Sigurd Echnatom que tenta ganhar o apoio dos Indochimi e Rokinger na eleição. Ele quer unir todos os habitantes do sistema de Stardust a uma comunidade. Para este fim, deve convocar uma assembléia geral de Indochimi que já vivem em relação de boa vizinhança com as pessoas. Em Aaugen, uma cidade subaquática dos Indochimi em Zyx, Echnatom fala com Mestre Lailavi, um dos líderes dos povos que vivem no oceano. Lailavi tem pouco espaço para o princípio da democracia e mantém as pessoas por causa de seu sentido limitado de atraso (os Indochimi são capazes de, com até os receptores da pele, perceber as menores mudanças químicas da água e se comunicar dessa maneira), mas fica impressionado com as palavras de Echnatoms. Ele concorda com a participação dos Indochimi na eleição. Para Rokingern Echnatom não haverá êxito: O seres zeitgereisten querem continuar a manter a si mesmos. Eles não estão interessados nos eventos fora da sua aldeia de montanha.
Muitas pessoas escolhem Timberland F. Whistler para Administrador. Ele é uma espécie de herói popular desde que trouxe a emigração dos terranos no sistema Stardust em movimento, e é amplamente aclamado quando ele ocorre. Whistler, no entanto, pode introduzir coisas indesejáveis se continuar com a NOVA GOOD HOPE nas áreas inexploradas do sistema Stardust estão à procura de aventura, e visam a qualquer cargo público. Em 10 de Maio de 1347 NCG Whistler Telmach Istban, um membro do partido da associação local de paz informa sobre a situação política atual. Assim Rabea Furtok tem a parte que diz respeito ao partido Interestelar ter sido mais bem sucedido nas próximas eleições. Furtok confia no poder militar, alimentando os temores latentes em Stardust e convida a humanidade a construir uma espaçoporto. Dos recursos já escassos que possuem - especialmente em hiper-cristais - estão em primeiro lugar na criação de um organismo agrícola fixo, pois no momento as pessoas vivem principalmente dos suprimentos trazidos com eles. E eles não vão durar para sempre. Finalmente, é feita uma ameaça anônima contra Whistler. Assim, seu instinto de desafio é despertado, e ele agora é mais candidato ainda.

A partir do 17 de maio Whistler inicia quatro semanas de viagens em campanha eleitoral. Ele está mais perto das pessoas, mas como uma pessoa, as ações são mais importantes que as palavras. Sharud Thurbund, está crescendo rapidamente, agindo como guarda-costas de Whistler. Na Aveda Echnatom reuniu Whistler, que Furtok secretamente observado. Furtok foi espancado e mestre Lailavi lhe deu um traje de combate com uma arma energética. Whistler ganha respeito de Lailavis quando ele lhe contou sobre a sua visão de uma coexistência pacífica. O Indochimi é destruído em seguida a ação de combate. Um assassino aparece e atira en Lailavi. Há incidentes em que os colonos foram mortos. Whistler quer evitar a todo custo que haja uma repressão violenta aos Indochimi, e até tenta pegar o assassino. Acontece que o autor é um especialista da frota da liga chamado Marty Zeimand. Zeimand montou uma pequena ilha desabitada no Zyx como um paraíso particular para encontrar a paz e fugir dos demônios de seu passado. Ele se sentiu ameaçado pelos Indochimi e desenvolveu um ódio mortal contra eles. Ele acreditava que os Indochimi eram animais que precisam ser erradicados. Para frustrar os esforços de integração de Echnatoms, ele estava escondido desde abril e só estava esperando uma oportunidade para o assassinato.

Poucos dias depois do assassinato Whistler apresenta-se como isca para Zeimand. O assassino ainda mantém Aaugens escondido no labirinto de cavernas, que já foi isolada para que ele não possa sair. Whistler move-se sozinho pelo labirinto e está vestindo uma roupa de proteção, o escudo de energia está desativado. Ele assume, com razão, que Zeimand não pode perder a oportunidade de liberá-lo de suas roupas e atravessar as barreiras com sua identificação do labirinto. Zeimand cai na armadilha mortal, mas mesmo quando ele não vê saída. uma vez mais, deve contar com a sua convicção em Whistler Arts. Ele fala sobre o 15 junho, sobre o Indochimi e deixa claro que Zeimand era um homem solitário atormentado, que é só por medo dos Indochimi se tornara um assassino. Usando o exemplo de Perry Rhodan, Whistler é um cortejo de paz, o respeito mútuo é usado, a coexistência de todos os povos dos sistemas de Stardust para dar um bom exemplo. Os Indochimi estão pressionados para fazer todos os ataques e trazer Whistler como um dos seus mestres. Ele tem que passar por algumas mudanças físicas, que são: a implantação de receptores em sua pele Indochimi.
Em 18 de junho, a eleição; Sigurd Echnatom, em seu gabinete informa sobre os resultados iniciais. Como esperado, os Rokinger não participam da eleição. Os votos dos cerca de 40 milhões de Indochimi são decisivos, porque toda a nação concorda que Whistler é o novo administrador da humanidade em Stardust. Como primeiro ato oficial , convida Sigurd Echnatom para seu gabinete. Echnatom que tinha a idéia de uma vida livre em algum lugar do Stardust aceita a oferta e, assim, torna-se o novo ministro das Finanças.

terça-feira, 8 de setembro de 2009

Lançadas histórias de Perry Rhodan inéditas em português







O Projeto Traduções lançou e já distribuiu aos participantes o nº 537, "A Bordo da Marco Polo", de Hans Kneifel e o nº 538, "Os Criadores de Pânico", de H.G. Francis. E está em fase adiantada de tradução o nº 539, "O Experimento dos Cynos", de H. G. Ewers.

Perry Rhodan na Itália




Pouco conhecida, a série Perry Rhodan tem uma história na Itália. Em 1976 foi lançado o nº 1 da série em um formato bem parecido com as edições estadunidense e brasileira; a diferença é que o nome do criador da série está bem acima do nome Perry Rhodan e completo, sem abreviatura: Karl Herbert Scheer, e o nome dado ao livro foi L'Erede dell Universo (O Herdeiro do Universo). No entanto a série foi publicada apenas até o nº 15, sendo hoje uma raridade.

Mais recentemente foram lançadas novas publicações referentes à série, como o miniciclo Lemúria, demonstrando que os italianos mantém o interesse na saga rhodaniana.

Novo volume de Atlan


Em agosto ultimo foi lançado o 6º volume do ciclo "Monolito" da série Atlan, "Salto para o Além" de Achim Mehnert, com ilustração de capa de Arndt Drechsler.

A história passa-se no ano 3112, ou seja, entre o 6º e o 7º ciclo da série Perry Rhodan.


A USO luta contra o crime organizado; os Homens de Prata estão a um passo do seu objetivo: dominar os Monolitos. Quem conseguir isso dominará a galáxia. O lorde-almirante Atlan e o especialista da USO Santjun estão em perigo.

Perry Rhodan, Reginald Bull, Gucky e os Pos-Bis tentam evitar o desastre. E só há uma posibilidade: um deles tentar o Salto para o Além...

domingo, 6 de setembro de 2009

História de Atlan na antiguidade da Terra


No ciclo "Creta" a história "Piloto no Mar de Areia", de Hans Kneifel.

No segundo milênio antes da era cristã nas terras férteis do Egito ao longo do Nilo, reina o faraó Amenemhat; seu reinado prospera sob a cultura e a ciência. Ao mesmo tempo para fortalecer as rotas de comércio, disfarçado como um comerciante, Atlan, em nome do Faraó investiga as misteriosas rotas de comércio através do deserto.

Ele ainda não tem idéia de como enfrentará os traficantes nômades em oásis remotos, nas distantes terras ao sul ...

Aventuras da juventude de Atlan



O volume 34 do ciclo "Os Aconidas"; "Perigo Para o Império".
8 mil anos antes da cronologia terrestre Atlan luta contra o seu tio Orbanaschol III, assassino de seu pai, o imperador de Árcon, Gonozal VII.

Somente com a ajuda de seus amigos o jovem principe de cristal consegue escapar dos caçadores enviados pelo usurpador para matá-lo. Gonozal VII foi sepultado no mundo dos mortos do império. Atlan e seus companheiros conseguem ressuscitar o homem morto com a ajuda das Bolas da Vida do microcosmo de Vargan. Elas conseguem resssuscitar apenas o corpo, mas a simples presença física do ex-imperador causa grande impressão.

Orbanaschol III vê-se mais que nunca ameaçado pelo legítimo herdeiro do trono - e agora conta com a ajuda de uma criatura para informá-lo sobre lendas e mitos antigos...

sexta-feira, 4 de setembro de 2009

Publicado romance de autor de Perry Rhodan


Após o editor da série Klaus N. Frick ter um livro lançado é a vez de um dos autores ter seu romance publicado. Trata-se de Michael Marcus Thurner, cujo romance de estréia, "Turils Reise"(Viagem de Turismo) será lançado em outubro de 2009 pela editora Heyne-Verlag. Mas já nesse mês de setembro os interessados podem adquiri-lo fazendo um pedido de reserva. Apenas em alemão por enquanto.

Conta a história de um empresário interestelar que passa a vida viajando de planeta para planeta. Mas a viagem mais maravilhosa ainda está por vir, pois mesmo ele ignorando, o destino da civilização galática está em sua pessoa.

O livro tem 416 páginas e custa 8,95 euros. Disponível na Amazon.de.

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

A série Perry Rhodan hoje


A série encontra-se no 36º ciclo "STARDUST" e compreenderá os nºs 2500 a 2599, tendo começado nesse ano de 2009 e sera concluído em 2011. Esta semana acaba de ser lançado o nº 2507, "No Domínio Halbspur", de Arndt Ellmer; com capa de Jorg de Vos e ilustrações de Michael Wittmann, com desenho técnico de espaçonave terrana da classe Netuno, desenhada por Johannes Fischer.

Na Terra, e na Via-Láctea registra-se o ano 1463 NCG (Novo Calendário Galático) - Equivalente ao ano 5050 da era cristã. Por mais de cem anos existe considerável paz na galáxia: Os impérios estelares estão trabalhando para construir um futuro comum. Os conflitos do passado parecem ter desaparecido. Em particular, a Liga dos Terranos Livres tem-se centrado na investigação e na ciência. O tribunal considerou que Polyport-ITHAFOR representa uma nova tecnologia de transporte misterioso. Assim começam a decifrá-lo. Perry Rhodan torna-se o herdeiro do " Halbspur-Changeure" que não pode defender-se contra o inimigo, e devemos reconhecer que só a vitória também pode garantir a Terra em segurança. Do mundo da casa Halbspur-Changeure ele foge para OROLOGION, NO DOMÍNIO HALBSPUR .

Como curiosidade, sobre os ativadores celulares que antigamente eram ovoides e pendurados ao pescoço por uma corrente; desde o final do 22º ciclo, Os Linguides, são microchips ativadores implantados no ombro esquerdo do portador. O envelhecimento natural é interrompido, o ativador também reduz toxinas perigosas e agentes patogênicos e pode curar as feridas mais rápido. O ativador de células não pode proteger o portador de uma morte violenta. Além disso, não podem ser usados indiscriminadamente por outra pessoa além do seu portador para o qual estão regulados.


Os portadores de chip-ativadores celulares no ano 5050, século XIV NCG são: Perry Rhodan, Atlan, Reginald Bull, Gucky, Icho Tolot, Julian Tifflor, Homer G. Adams, Roi Danton ou Michael Reginald Rhodan, Alaska Saedelaere, Ronald Tekener, Dao-Lin H'ay, Monkey, Bostich I.

Publicado romance de fantasia de editor de Perry Rhodan


Foi lançado neste dia 3 de setembro de 2009 o livro de fantasia "Sardev - A Sombra da Paz" de autoria do editor chefe da série Perry Rhodan, Klaus N. Frick.

A história é sobre Sardev Orhun, um bandido e ladrão, o líder de uma gangue de facínoras que chamam a si mesmos guerreiros de libertação. Por muitos anos ele e seus companheiros Patloren lutam pela liberdade de sua pátria. O grande momento: as forças de ocupação da Eskoh Far aproximando-se do sul, o chamado Exército de Libertação. No caos da terra saques entre os exércitos marchando, mercenários sem-teto, "combatentes da liberdade" e bandido dispersos sedentos de poder e de despojos.

Sardev Orhun. Em busca de um futuro para si. Em busca de sua vingança final. Em busca de um objetivo de vida .

O romance foi publicado em livro e tem 120 páginas. Custa 12 euros. Ela não existe na amazon.de - quem pretende encomendar online, de preferência usando a função de ordenação do Basilisk-Verlag.

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

O Futuro Fictício da Humanidade


Foi lançado na Alemanha um livro sobre Perry Rhodan, dentro da nova série "AndroSF" que saiu em julho de 2009.

Compilado por Michael Haitel e Hector Robert e leva o título 2500 - O Futuro Imaginário da Humanidade ou O Futuro Fictício da Humanidade.

Segundo as informações publicitárias, apresenta o seguinte:"Uma visão geral da série. Insights de bastidores. Visões de futuro. Um manual para iniciantes e veteranos ".

É a primeira obra da série "AndroSF" da Science Fiction Club da Alemanha (SFCD), publicado pela p.Machinery, Murnau, e Books on Demand, Norderstedt. O livro está disponível em Amazon.de e outras livrarias na Internet. Lá, o livro de 450 páginas pode ser adquirido a um preço de 25,90 euros.

terça-feira, 1 de setembro de 2009

Filme de "Stargate" feito por fãs.

Em 1 de agosto de 2009 foi realizada na universidade de Ilmenau a premiere do filme "Stargate Combination".
O filme foi concluido no final do ano passado e foi planejado e realizado por fãs da série. Foram mais de 30 dias de filmagens, 16 cenas e mais de 100 pessoas envolvidas no projeto, em frente e atrás das câmeras. E não teve qualquer apoio ou financiamento externo.
Como já aconteceu com Perry Rhodan, um grupo de fãs ardorosos e decididos levou a bom termo uma empreitada desse nível, superando dificuldades.
Para ver o trailer:
http://www.v-e-studios.com/